Federação Goiana de Futebol

T.J.D - Tribunal de Justiça Desportiva

DECISÕES 3ª COMISSÃO DISCIPLINAR - 04/07/2013





DECISOES DO TJDGO–042/13
 
                                      O Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Goiás, faz saber para conhecimento das partes interessadas que no dia 04 DE JULHO do corrente ano de 2013, em pauta adiada do dia 27 de junho de 2013 a 3ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Goiás, se reuniu e prolatou a seguinte sentença do processo da pauta de julgamento   
 
INDICIADOS DA 3ª COMISSÃO DISCIPLINAR
 
Processo 0134/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL- SUB-18-2013
Jogo:              GOIÂNIA ESPORTE CLUBE   X   VILA NOVA FUTEBOL CLUBE
Data:              Goiânia, 29 de MAIO de 2013      
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Relator:         Dr. RODRIGO DE F. MUNDIM REZENDE
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica LUCAS OLIVEIRA, técnico, da equipe do VILA NOVA FC, como incurso nos artigos 258-B e 258 II § 2º do CBJD, conforme relatório do árbitro da partida, Sr. Guilherme Gil, aos 20(vinte) minutos do 2º(segundo) tempo, expulsou do campo de jogo em decorrência das informações do Sr. Warley Silva Barbosa Quarto árbitro da partida,por reclamar acintosamente e insistentemente, com gestos e palavras das decisões da arbitragem, proferindo as seguintes palavras ‘ EI GUILHERME, QUE HORA VOCÊ VAI DAR UMA PRÁ NOIS, TÁ INVENTANDO PORRA”. Informa ainda que após ser excluído, o mesmo se encaminhou par ao lado de fora do alambrado e continuou a proferir palavras de manifesto à arbitragem, como ‘ EI, 4º ÁRBITRO, VOCÊ É UM BABACA, UM OTÁRIO, RIDÍCULO, UM FRACO, AJUDANTE OTÁRIO”. O mesmo ainda incentivava a torcida a invadir o gramado e nos momentos dos 2º e 3ºs gols da sua equipe pó mesmo invadiu e adentrou o gramado, juntamente com outros torcedores para comemorar os gols. Suspenso em 04 (seis) partidas, sendo 02 (duas) partidas em cada artigo.
 
Discutida e votada a matéria, por maioria, fica VILA NOVA FUTEBOL CLUBE, associação profissional, como incursa no art. 213 II § 1º  do CBJD, conforme relatório do árbitro da partida, Sr. Guilherme Gil, o senhor LUCAS OLIVEIRA, técnico, da equipe do VILA NOVA FC, nos momentos dos 2º e 3ºs gols da sua equipe o mesmo invadiu e adentrou o gramado, juntamente com outros torcedores para comemorar os gols, e que o mesmo incentivava a torcida a invadir o gramado.MULTADO em R$ 500,00 (quinhentos reais ) ee com as benesses do art.182 do CBJF reduzir para R$ 250,00 (duzentos e cinquenta reais) transformadas em 05 (cinco) cestas básicas no valor de R$ 50,00 ( cinquenta reais) cada uma a serem entregues na secretaria deste Tribunalno prazo de 15 (quinze) dias a contar desta decisão, sob pena de não o fazendo ficar a associação suspensa automaticamente de suas atividades, sendo o processo devolvido para nova denuncia pela procuradoria no art. 223 do CBJD.
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica GOIÂNIA ESPORTE CLUBE, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 191, inciso I, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 29.05.2013, com início às 15:30 horas, entre as agremiações, Goiânia Esporte Clube e Vila Nova FC, no Estádio Vila Olimpica, Município de Aparecida de Goiânia, pelo Campeonato Goiano não profissional Sub-18 /2013, a equipe denunciada, ora mandante do jogo, deixou de efetuar o pagamento  da arbitragem (obrigação legal) no valor de R$ 390,00 (trezentos e noventa reais), conforme narrativa da súmula da partida anexa. PREJUDICADO
 
Processo 0143/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL NÃO  PROFISSIONAL- SUB-15-2013
Jogo:              JARAGUÁ  ESPORTE CLUBE    X    VILA NOVA FUTEBOL CLUBE
Data:              Goiânia, 05 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica VILA NOVA FUTEBOL CLUBE, entidade profissional de prática desportiva, participante do Campeonato Goiano de Futebol não  Profissional Sub-15 2013, como incursa no artigos 206 do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, a partida iniciou-se com “ATRASO DE 21 (vinte e um) MINUTOS”. MULTADO em R$ 2.100,00 (dois mil e cem reais ) sendo R$ 100,00 (cem reais) por minuto de atraso e com as benesses do art.182 do CBJF reduzir para R$ 1.050,00 (hum mil e cinquenta reais) transformadas em 21 (vinte e uma) cestas básicas no valor de R$ 50,00 ( cinquenta reais) cada uma a serem entregues na secretaria deste Tribunalno prazo de 15 (quinze) dias a contar desta decisão, sob pena de não o fazendo ficar a associação suspensa automaticamente de suas atividades, sendo o processo devolvido para nova denuncia pela procuradoria no art. 223 do CBJD.
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica VILA NOVA FUTEBOL CLUBE, entidade profissional de prática desportiva, participante do Campeonato Goiano de Futebol não  Profissional Sub-15 2013, como incursa no artigos 213 II § 2º do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, a após a expulsão dos atletas, as equipes adentraram no campo de jogo resultando uma briga generalizada. MULTADO em R$ 1.000,00 (hum mil reais ) e com as benesses do art.182 do CBJF reduzir para R$ 500,00 (quinhentos reais) transformadas em 10 (dez) cestas básicas no valor de R$ 50,00 ( cinquenta reais) cada uma a serem entregues na secretaria deste Tribunalno prazo de 10 (dez) dias a contar desta decisão, sob pena de não o fazendo ficar a associação suspensa automaticamente de suas atividades, sendo o processo devolvido para nova denuncia pela procuradoria no art. 223 do CBJD.
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica RODRIGO JOSÉ P. DE AZEVEDO, ora denunciado, atleta não profissional do Jaraguá EC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 254-A do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com cartão vermelho direto, por ter dado um soco na altura do rosto de seu adversário, fora da disputa de bola. Suspenso em 06 (seis) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir para 03 (três) partidas com detração do impedimento automático
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica LUCAS FELIPE F. OLIVIERA, ora denunciado, atleta não profissional do Vila Nova FC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 254-A do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com cartão vermelho direto, por ter revidado com socos e chutes atingindo no rosto e cintura seu adversário, fora da disputa de bola. Suspenso em 06 (seis) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir para 03 (três) partidas com detração do impedimento automático
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica JARAGUÁ ESPORTE CLUBE, entidade profissional de prática desportiva, participante do Campeonato Goiano de Futebol não  Profissional Sub-15 2013, como incursa no artigos 206 E 211 E 213  I, II e III do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, após a expulsão dos atletas, as equipes adentraram no campo de jogo resultando uma briga generalizada. Informa também que após a equipes adentrarem o campo de jogo, houve invasão de torcedores que agrediram a equipe do Vila Nova FC. Sendo necessária a intervenção da Policia Militar. e devido ao tumulto houve atraso de 16 (dezesseis) minutos até que fosse sancionado pela Policia Militar. Informa ainda que a presença da Policia Militar apenas ocorreu, pois a viatura estava passando pelo local quando viu a quantidade de torcedores presentes e achou por bem permanecer no local, e ainda segundo informação do Policial presente, eles não tinham nenhum conhecimento sobre que haveria jogo naquela data e horário. Que quando do inicio da confusão foi solicitada mais viaturas, Durante a invasão torcedores atiraram pedras para dentro do gramado, colocando em risco a integridade física dos que lá estavam. ABSOLVIDO como incurso no art.206 do CBJD. MULTADO em R$ 1.000,00 (hum mil reais ) e com as benesses do art.182 do CBJF reduzir para R$ 500,00 (quinhentos reais) transformadas em 10 (dez) cestas básicas no valor de R$ 50,00 ( cinquenta reais) cada uma a serem entregues na secretaria deste Tribunal no prazo de 15 (quinze) dias a contar desta decisão, sob pena de não o fazendo ficar a associação suspensa automaticamente de suas atividades, sendo o processo devolvido para nova denuncia pela procuradoria no art. 223 do CBJD como incurso no art.211 do CBJD e MULTADO em R$ 1.000,00 (hum mil reais ) e com as benesses do art.182 do CBJF reduzir para R$ 500,00 (quinhentos reais) transformadas em 10 (dez) cestas básicas no valor de R$ 50,00 ( cinquenta reais) cada uma a serem entregues na secretaria deste Tribunalno prazo de 15 (quinze) dias a contar desta decisão, sob pena de não o fazendo ficar a associação suspensa automaticamente de suas atividades, sendo o processo devolvido para nova denuncia pela procuradoria no art. 223 do CBJD como incurso no art.213 I II e III do CBJD.
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica DIEGO UELSON N. VENÂNCIO, ora denunciado, atleta não profissional do Jaraguá EC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 254-A do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com cartão vermelho direto, por ter agredido com  socos e chutes ma altura do rosto e cintura seu adversário, fora da disputa de bola e durante a briga generalizada. Suspenso em 06 (seis) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir para 03 (três) partidas com detração do impedimento automático
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica IGOR LOPES DE SOUZA, ora denunciado, atleta não profissional do VILA NOVA FC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 254-A do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com cartão vermelho direto, por ter agredido com  socos e chutes ma altura do rosto e cintura seu adversário, fora da disputa de bola e durante a briga generalizada. Suspenso em 06 (seis) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir para 03 (três) partidas com detração do impedimento automático
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica JOÃO PAULO DA S. DUTRA, ora denunciado, atleta não profissional do Jaraguá EC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 254-A do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com cartão vermelho direto, por ter agredido com  socos e chutes ma altura do rosto e cintura seu adversário, fora da disputa de bola e durante a briga generalizada. Suspenso em 06 (seis) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir para 03 (três) partidas com detração do impedimento automático
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica PEDRO PAULO ALVES G. SOUZA, ora denunciado, atleta não profissional do VILA NOVA FC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 254-A do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com cartão vermelho direto, por ter agredido com  socos e chutes ma altura do rosto e cintura seu adversário, fora da disputa de bola e durante a briga generalizada. Suspenso em 06 (seis) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir para 03 (três) partidas com detração do impedimento automático.
 
 
Processo 0149/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- DIVISÃO ACESSO-2013
Jogo:              GOIÂNIA ESPORTE CLUBE   X   IPORÁ ESPORTE CLUBE
Data:              Goiânia, 18 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. TÊNIO DO PRADO
Relator:         Dr. RODRIGO DE F.M.L. REZENDE
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica GOIÂNIA ESPORTE CLUBE, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 191, inciso I, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 18.06.2013, com início às 15:30 horas, entre as agremiações, Goiânia Esporte Clube e Iporá EC, no Estádio OBA, Município de Goiânia, pelo Campeonato Goiano profissional Div. Acesso/2013, a equipe denunciada, ora mandante do jogo, deixou de efetuar o pagamento  da arbitragem (obrigação legal) no valor de R$ 449,48 (Quatrocentos e quarenta e nove reais e quarenta e oito centavos), conforme narrativa da súmula da partida anexa.  PREJUDICADO
.
Processo 0150/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- DIVISÃO ACESSO-2013
Jogo:              APARECIDA ESPORTE CLUBE   X   CALDAS NOVAS AC
Data:              Goiânia, 18 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. TÊNIO DO PRADO
Relator:         Dr. ISAQUE LUSTOSA OLIVEIRA
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica APARECIDA ESPORTE CLUBE, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 191, inciso I, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 18.06.2013, com início às 15:30 horas, entre as agremiações, Aparecida Esporte Clube e Caldas Novas AC, no Estádio Anibal B. Toledo, Município Aparecida de Goiânia, pelo Campeonato Goiano profissional Div. Acesso/2013, a equipe denunciada, ora mandante do jogo, deixou de efetuar o pagamento  da arbitragem (obrigação legal) no valor de R$ 1.725,10(Hum mil, setecentos e vinte e cinco reais e dez centavos), conforme narrativa da súmula da partida anexa. PREJUDICADO
 
Processo 0151/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- DIVISÃO ACESSO-2013
Jogo:              UMUARAMA ESPORTE CLUBE   X   MORRINHOS FUTEBOL CLUBE
Data:              Goiânia, 18 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Relator:         Dr. KLEBER FERNANDO SILVA
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica SAULO MELO JUNIOR, ora denunciado, atleta não profissional do UMUARAMA EC., como incurso nas disposições infracionais do artigo 250 do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, Sr. Oswaldo Cunha, o atleta foi expulso com 2º cartão AMARELO, por ter segurado seu adversário. SUSPENSO EM 01 (UMA) PARTIDA COM DETRAÇÃO DO IMPEDIMENTO AUTOMÁTICO
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica UMUARAMA ESPORTE CLUBE, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 191, inciso I, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 18.06.2013, com início às 15:30 horas, entre as agremiações, Umuarama  Esporte Clube e Morrinhos FC, no Estádio Ferreirão, Município Iporá, pelo Campeonato Goiano profissional Div. Acesso/2013, a equipe denunciada, ora mandante do jogo, deixou de efetuar o pagamento  da arbitragem (obrigação legal) no valor de R$ 1.200,20(Hum mil, duzentos reais e vinte centavos), conforme narrativa da súmula da partida anexa. PREJUDICADO
 
Processo 0152/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL NÃO PROFISSIONAL- SUB-15-2013
Jogo:              VILA NOVA FUTEBOL CLUBE  X  GOIÁS ESPORTE CLUBE
Data:              Goiânia, 20 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Relator:         Dr. ANA PAULA DE GUADALUPE ROCHA
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica FLÁVIO GUIMARÃES DOS SANTOS, ora denunciado, atleta não profissional do GOIÁS EC, como incurso nas disposições infracionais do artigo 250 do CBJD. Segundo o relatório do árbitro, o atleta foi expulso com 2º cartão AMARELO, por ter dado um pontapé por trás em seu adversário. SUSPENSO EM 03 (três) partidas e com as benesses do art.182 do CBJD reduzir 01(uma) partida com detração do impedimento automático
 
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica VILA NOVA FUTEBOL CLUBE, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 213, inciso III, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 23.06.2013, com início às 10:00 horas, entre as agremiações, Vila Nova FC  x  Goiás EC, no Estádio OBA, Município Goiânia, pelo Campeonato Goiano não profissional Sub-15/2013, conforme narra o árbitro da partida, “ após a marcação de um impedimento marcado pelo árbitro, foi arremessada em direção do mesmo, pela torcida do Vila Nova FC. Uma lata de refrigerante, que não chegou a atingir ninguém. MULTADO em R$ 600,00 (seiscentos reais ) e com as benesses do art.182 do CBJF reduzir para R$ 300,00 (trezentos reais) transformadas em 06 (seis) cestas básicas no valor de R$ 50,00 ( cinquenta reais) cada uma a serem entregues na secretaria deste Tribunalno prazo de 15 (quinze ) dias a contar desta decisão, sob pena de não o fazendo ficar a associação suspensa automaticamente de suas atividades, sendo o processo devolvido para nova denuncia pela procuradoria no art. 223 do CBJD.
 
Processo 0153/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- DIVISÃO ACESSO-2013
Jogo:              ASSOC. ATL. ANAPOLINA   X   MORRINHOS FUTEBOL CLUBE
Data:              Goiânia, 25 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. TÊNIO DO PRADO
Relator:         Dr. HEBERTE RODRIGUES GONÇALVES
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA ANAPOLINA, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 213, inciso III, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 25.06.2013, com início às 20:30 horas, entre as agremiações, a a Anapolina  x  Morrinhos FC, no Estádio Jonas Duarte, Município de Anápolis, pelo Campeonato Goiano profissional Div.Acesso/2013, conforme narra o árbitro da partida, “ aos 36 minutos do 2º tempo, foi arremessado um sinalizador no campo de jogo vindo da torcida da A A Anapolina. ADVERTIDO tendo em vista apresentação do Boletim de Ocorrência conforme preceitua o § 3º do art.213 do CBJD
 
Processo 0154/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- DIVISÃO ACESSO-2013
Jogo:              TRINDADE ATLÉTICO CLUBE   X   MINEIROS ESPORTE CLUBE
Data:              Goiânia, 25 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. WELLINGTON RODRIGUES P. POVOA LEMES
Relator:         Dr. RODRIGO DE F. MUNDIM, L. REZENDE
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica CLEBER RESENDE DE OLIVEIRA, atleta profissional, camisa nº. 05, da equipe do Trindade A. C., como incurso no artigo 250, do CBJD. Conforme relatório do árbitro da partida, aos 13(treze) minutos do 2º(segundo) tempo, expulsou do campo de jogo em decorrência do segundo cartão amarelo o Sr. Cleber Oliveira, por ter “dado um tranco” de forma temerária em seu adversário, Sr. Sandro da Silva, atleta nº. 11 da equipe do Mineiros. O atleta expulso saiu de campo normalmente e o atleta atingido não necessitou de atendimento médico. SUSPENSO EM 01 (UMA) PARTIDA COM DETRAÇÃO DO IMPEDIMENTO AUTOMÁTICO
 
 
Processo 0155/2013        
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- DIVISÃO ACESSO-2013
Jogo:              GOIÂNIA ESPORTE CLUBE   X   APARECIDA ESPORTE CLUBE
Data:              Goiânia, 25 de JUNHO de 2013   
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Relator:         Dr. ISAQUE LUSTOSA OLIVEIRA
Extrato do julgamento:
Discutida e votada a matéria, por unanimidade, fica GOIÂNIA ESPORTE CLUBE, ora denunciada, como incurso na disposição infracional do artigo 191, inciso I, do CBJD, com base nos fatos e fundamentos jurídicos a seguir delineados: No jogo realizado no último dia 25.06.2013, com início às 15:30 horas, entre as agremiações, Goiânia Esporte Clube e Aparecida EC, no Estádio OBA, Município de Goiânia, pelo Campeonato Goiano profissional Div. Acesso/2013, a equipe denunciada, ora mandante do jogo, deixou de efetuar o pagamento da arbitragem (obrigação legal) no valor de R$ 638,48 (Seiscentos e trinta e oito reais e quarenta e oito centavos), conforme narrativa da súmula da partida anexa. PREJUDICADO
 
 
 
                                                 Após ter obedecido as Normas do artigo 47, e seu parágrafo único, do CBJD, AFIXE-SE cópia deste boletim oficial no lugar de costume e a publicação do mesmo no Boletim Oficial da Federação Goiana de Futebol, a fim de que os indiciados não aleguem ignorância. 
 
                                                     Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Goiás, em Goiânia, aos quatro dias do mês de julho de dois mil e treze (04.07.2012).
 
Confere:      Dr. Adalberto Grecco    De  Acordo:   Dr. HEBERTE RODRIGUES GONÇALVES
                                  Secretário                                                  Presidente
 
 
 
 
 
 

  




PARCEIROS
Federação Goiana de Futebol
2020 Federação Goiana de Futebol - Todos os Direitos Reservados
Edifício The Prime Tamandaré Office 22º Andar
Rua 5 nº 691 - Setor Oeste - Goiânia - GO CEP: 74.115-060.
Fone/Fax:
(62) 3218-2311 / 3218-2360 / 3920-9050