Federação Goiana de Futebol

T.J.D - Tribunal de Justiça Desportiva

PAUTA DE JULGAMENTO ADIADA DO DIA 07/04/2015





PAUTA DE JULGAMENTO –014/15
 
                                      TODOS OS INDICIADOS DESTA PAUTA DE JULGAMENTO FORAM CITADOS ATRAVÉS DE CERTIDÃO, FAX E DO BOLETIM OFICIAL DA FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL, ÁS LUZES DOS PARAGRÁFOS ÚNICO DO ARTIGO 47, DO CBJD, PARA A SESSÃO ORDINÁRIA DO DIA 13 de ABRIL DE 2015 EM PAUTA ADIADA DO DIA 07 DO MÊS DE ABRIL DO CORRENTE ANO de 2015, ÁS 17:00 HORAS, NO PLENÁRIO PROFESSOR JOAQUIM DE CARVALHO FERREIRA NA SEDE DA FEDERAÇÃO GOIANA DE FUTEBOL:
 
                            INDICIADOS DA 1ª COMISSÃO DISCIPLINAR
 
 
Processo 028/2015          
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 1ª DIVISÃO-2015
Jogo:              A A ANAPOLINA    X     GOIÁS ESPORTE CLUBE
Data:              Iporá, 22 de MARÇO  de 2015     
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Relator:         Dr. JOÃO LEANDRO POMPEU DE PINA
Indiciados: JOHNATHAN PEREIRA DA SILVA, camisa nº 05, atleta profissional, da equipe do A A ANAPOLINA., como incurso na disposição infracional do artigo 254 do CBJD, expulso aos 45 + 2 minutos do 2º tempo em decorrência do CARTÃO VERMELHO, por ter numa disputa de bola, chutado por trás seu adversário. O atleta atingido continuou a jogar normalmente
 
ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA ANAPOLINA, associação profissional,  como incurso na disposição infracional do artigo 206 E 191 do CBJD, conforme relato do árbitro da partida em súmula, as equipes só entraram para o campo de jogo às 15:54 e não às 15:50 como determina a Portaria 05 da FGF, devido a equipe da A A Anapolina ter atrasado em 04 (quatro) minutos, enquanto a equipe do Goiás EC aguardava desde às 15:50 hs para entrar em campo.
 
 
Processo 029/2015          
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 2ª DIVISÃO-2015
Jogo:              IPORÁ ESPORTE CLUBE   x   EC QUIRINÓPOLIS
Data:              Iporá, 17 de MARÇO  de 2015     
Procurador: Dr. ROBERTO ABDON FRAGOSO
Relator:         Dr. APARECIDO JAIRO COSTA
Indiciados: MARCELO SANTOS, Preparador de Goleiros do ESPORTE CLUBE QUIRINÓPOLIS, como incurso no art. 258-B, 243-F, do CBJD, por ter segundo relatório do árbitro da partida, aos 21 minutos do 1º tempo, o mesmo invadiu o campo de jogo, durante um atendimento ao seu goleiro, com a bola fora de jogo, dirigiu-se ao árbitro com as seguintes palavras “ VOCÊ É UM VAGABUNDO, FILHO DA PUTA, DESGRAÇADO”. Foi pedido ao mesmo para se retirar do gramado e não voltar a adentra-lo. Informa ainda que o mesmo entrou em campo novamente durante o intervalo para aquecer seu goleiro. Foi pedido novamente para que se retirasse.
 
ROMISDETE PEREIRA NEVES, Presidente do ESPORTE CLUBE QUIRINÓPOLIS, como incurso no art. 258-B, 243-F, do CBJD, por ter no intervalo da partida, entrado nos arredores do gramado e disse as seguintes palavras ao 4º árbitro Jean Carlos Narciso “VOCÊS SÃO UM BANDO DE LADRÃO, VAGABUNDO, DESGRAÇADOS, FILHOS DA PUTA”. Tendo que ser retirado pelo delegado da partida Sr. Rômulo Soares.
 
EDSON CABRAL DE OLIVEIRA, atleta profissional, camisa de nº do ESPORTE CLUBE QUIRINÓPOLIS, como incurso no art. 243-F, do CBJD, por ter ao final da partida dirigido-se ao delegado da partida Sr. Rômulo Soares com as seguintes palavras “ VOCÊS SÃO UMA CAMBADA DE LADRÃO, SAFADO, VAGABUNDOS.
 
 
IPORÁ ESPORTE CLUBE, associação profissional,  como incurso na disposição infracional do artigo 191 E 206 do CBJD, por ter conforme relato do árbitro da partida, ter a partida sofrido um atraso de 15 (quinze) minutos para iniciar devido a falta de ambulância, e ainda que, contrariando e-mail da Federação Goiana de Futebol em que se informa, que conforme determinação do Estatuto do Torcedor, os gandulas devem ser maiores de 18 (dezoito) anos, a equipe do Iporá EC apresentou 06 (seis) gandulas e destes apenas 01 (uma) tinha a idade de 18(dezoito)anos. A partida teve prosseguimento apenas com 01 (um) gandula.
 
Processo 030/2015          
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 2ª DIVISÃO-2015
Jogo:              ITABERAI ESPORTE CLUBE   x   AMÉRICA FUTEBOL CLUBE
Data:              Itaberai, 21 de MARÇO  de 2015
Procurador: Dr. AURELINO IVO DIAS
Relator:         Dr. JOÃO LEANDRO POMPEU DE PINA
Indiciados: FERNANDO SANTOS DE SOUZA atleta do ITABERAÍ E.C. participante do Campeonato Goiano de Futebol Profissional da Divisão de Acesso de 2015, como incurso nos art. 254-A do CBJD. Segundo relatório contida na Súmula,   "Expulsei de campo de jogo aos 30 min do 2° tempo com o cartão     vermelho direto o atleta de n° 09, Sr. Fernando Santos de Sousa da Equipe do ITABERAÍ E.C., com o jogo paralizado em uma marcação de uma barreira contra sua equipe, o mesmo agrediu com um tapa no rosto um atleta de n° 09 Sr. Antonio Benvenutti de Souza da Equipe do          AMERICA .C., fato já informado pelo assistente n° 02, Sr. Alexandre      Hume, informo que o mesmo saiu de campo normalmente. ."
 
ELCARLOS GOMES LIMA JÚNOR, atleta da equipe do América  F.C., participante do Campeonato Goiano de Futebol Profissional da Divisão de Acesso de 2015, como incurso no como incurso no art. 250 do CBJD. Segundo a Súmula e Relatório da Partida,          "Expulsei do campo de jogo aos 45 min do 2° tempo pela segunda        advertência o atleta de n° 11, Sr. Elcarlos Gomes L. Junior da equipe América F.C., com a bola em disputa atingindo um atleta adversário de      n° 17 Sr. Guilherme J. Alves do Couto, com "cango" por traz, parando        assim uma jogada promissora da equipe adversária. Informo que o    mesmo saiu de campo normalmente.."
 
Processo 031/2015          
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 2ª DIVISÃO-2015
Jogo:              ESPORTE CLUBE  RIO VERDE   x   IPORÁ ESPORTE CLUBE
Data:              Itaberai, 21 de MARÇO  de 2015
Procurador: Dr. GUILHERME BENTZEN
Relator:         Dr. APARECIDO JAIRO COSTA
Indiciados: PAULO HENRIQUE S. RODRIGUES, atleta profissional da equipe E.C. RIO VERDE, como incurso na disposição infracional dos artigos 254-A, do CBJD, “ expulsei aos 24’ min do 2º tempo, por indicação do árbitro assistente nº 02, expulsei do campo de jogo com o cartão vermelho direto, o atleta de nº 03 da equipe do Rio Verde, Sr. Paulo Henrique S. Rodrigues, por conduta violenta, ao agredir com um soco no rosto de seu opoente de nº 09, Sr. Paulo Henrique Santos de Azevedo, fora da disputa de bola e dentro da sua área penal, culminando com a marcação de penalty em desfavor da equipe mandante. O atleta atingido não necessitou de atendimento médico e o jogador expulso deixou o campo de jogo pacificamente”;
 
NEWTON SÁVIO LOPES, atleta profissional da equipe IPORÁ E.C., como incurso na disposição infracional do artigo 250, do CBJD, Aos 42’ min do 2º tempo expulsei do campo de jogo, em virtude do 2º amarelo, o atleta da equipe do Iporá E.C de nº 16, Sr. Newton Sávio Lopes, por segurar seu adversário de nº 10, Sr. Romário Augusto da Silva Valente, logo após ser driblado próximo ao círculo central. O jogador expulso deixou o campo de jogo pacificamente. O epigrafado atleta já fora advertido anteriormente por conduta antidesportiva (retardar o reinício do jogo impedindo que o jogador opoente execute o tiro livre)”.
 
 
Processo 032/2015          
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 2ª DIVISÃO-2015
Jogo:              VILA NOVA FUTEBOL CLUBE   X    ANÁPOLIS FUTEBOL CLUBE
Data:              Goiânia, 22 de MARÇO  de 2015 
Procurador: Dr. AURELINO IVO DIAS
Relator:         Dr. EDITH COSTA A. MACHADO
Indiciados:  WALTER LUIZ S. DE ARAÚJO atleta do ANÁPOLIS F.C. participante do Campeonato Goiano de Futebol Profissional da Divisão de Acesso de 2015, como incurso nos art. 250 e 258 do CBJD. Segundo relatório contida na Súmula, o árbitro da partida, BRUNO REZENDE informou que     "Expulsei aos 44' minutos do 2° tempo, diretamente de campo de jogo o atleta de n° 03 do Anápolis F.C., Sr. Walter Luiz S. de Araújo, por impedir uma oportunidade clara de gol ao empurrar seu adversário de n°          15, Sr. Luiz Eduardo F. Pacheco, atingindo-o pelas costas. Após a expulsão o mesmo se dirigiu a mim, árbitro da partida, proferindo as          seguintes palavras: 'larga de ser fraco porra, não vem querer me expulsar não seu porra'. Informo ainda que ao sair de campo de jogo o      atleta expulso ainda disse ao 4° árbitro Sr. Joel Oliveira, e ao Delegado do Jogo, Sr. Sergio Albernaz Junior, os seguintes dizeres: 'tem que          morrer apitando na 2ª Divisão é muito fraco' e o mesmo se encaminhou         para o vestiário virou-se para o delegado da partida, acima citado, e        disse: 'Tá olhando o que, o que você tá encarando'."
 
 
Processo 033/2015          
CAMPEONATO GOIANO DE FUTEBOL PROFISSIONAL- 2ª DIVISÃO-2015
Jogo:              GOIÁS ESPORTE CLUBE   X   A A APARECIDENSE
Data:              Goiânia, 25 de MARÇO  de 2015 
Procurador: Dr. AURELINO IVO DIAS
Relator:         Dr. MÁRCIO MESSIAS
Indiciados:  BRUNO HENRIQUE PINTO,            atleta do Goiás E.C., participante do Campeonato Goiano de Futebol Profissional da Primeira Divisão de 2015, como incurso no artigo 243-A, caput , do Código Brasileiro de Justiça Desportiva - CBJD. Por ocasião da partida realizada no Estádio Hailé Pinheiro entre Goiás E.C. e A. A. Aparecidense, iniciada às 22 horas, o denunciado marcou um gol, aos 11' (onze minutos) do segundo tempo, sendo certo que, para atingir o gol adversário, o mesmo conduziu a bola, ajeitando-a com a mão, para a finalização a gol. A conduta, encontra óbice na lei desportiva, porque atuar de forma contrária à ética desportiva, com a finalidade de influenciar o resultado da partida, implica em ilegalidade, na forma contida no art. 243-A do CBDJ. Não se pode negar a importância da prática e do espetáculo desportivo, mas temos que reconhecer também que eles se revelam como campos especiais, nos quais os fins, ganhar, não justificariam os meios, no caso, a fraude.  A Ética Desportiva surge como uma estrutura moral que define alguns limites para o comportamento dos desportistas, de forma a preservar um sistema desportivo civilizado. É possível competir respeitando o adversário, reconhecendo o seu valor e competência, vendo-o como um oponente indispensável, sem o qual não existe competição. Desta forma, é necessária a aplicação da lei ao caso concreto, portanto, a conduta prevista no Código Brasileiro de Justiça Desportiva requer seja o mesmo incurso e apenado no dispositivo acima, porque para atingir  seu intento, o Denunciado claramente atuou de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado da partida.
 
JOÃO RODRIGUES, conhecido por João Rodrigues "Cocá", Diretor de Futebol da A. A. APARECIDENSE, participante do Campeonato Goiano de Futebol Profissional da Primeira Divisão de 2015, como incurso no como incurso no art. 243-F do CBJD.  Após a realização da partida, o Denunciado em entrevista à Rádio 730, atentou contra a honra do árbitro ANDRÉ LUIZ CASTRO, assim se pronunciando: “Querem tirar a Aparecidense das semifinais, deve estar existindo um complô contra a gente. Nosso time está sendo sacaneado e não é de hoje. Contra o Atlético tivemos um gol legal que foi invalidado, agora esse gol escandaloso que nos arrancou mais dois pontos. O que o André (Luiz Castro) fez aqui hoje, foi uma verdadeira sacanagem, ele      meteu a mão!”. Acrescenta, ainda o Denunciado: “Ele viu o toque sim, não tem como não ter visto. Ele foi desonesto, não pode ter outra possibilidade. Meteu a mão, nos roubou.O que ele fez foi uma sacanagem, uma falta de respeito. Nós vamos procurar o André, o prefeito Maguito vai atrás dele e ele vai ter que nos ouvir, não podemos deixar mais que esse tipo de coisa aconteça”.
 
Após ter obedecido as Normas do artigo 47, e seu parágrafo único, do CBJD, AFIXE-SE cópia deste boletim oficial no lugar de costume e a publicação do mesmo no Boletim Oficial da Federação Goiana de Futebol, a fim de que os indiciados não aleguem ignorância. 
 
Secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Goiás, em Goiânia, aos trinta e um dias do mês de MARÇO de dois mil e quinze (31.03.2015).
 
Confere:      Dr. Adalberto Grecco       De  Acordo:  Dr. CLAUDIO MARIANO P. DIAS
                                  Secretário                                               Presidente
 
 
 
 
 

    




PARCEIROS
Federação Goiana de Futebol
2020 Federação Goiana de Futebol - Todos os Direitos Reservados
Edifício The Prime Tamandaré Office 22º Andar
Rua 5 nº 691 - Setor Oeste - Goiânia - GO CEP: 74.115-060.
Fone/Fax:
(62) 3218-2311 / 3218-2360 / 3920-9050